Arquivo da tag: Jornal Ovale

Ranking da ANS aponta falhas no serviço de planos de saúde na RMVale

Notícia publicada no Ovale (http://www.ovale.com.br)
REGIAO
January 13, 2013 – 07:49
Ranking da ANS aponta falhas no serviço de planos de saúde na RMVale

Principais planos alegam que qualidade no atendimento é mantida e será melhorada ainda mais a partir do próximo ano; veja notas de planos que operam na região

Lauro Lam
Especial para O Vale

Uma avaliação de desempenho elaborada pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) revela que a qualidade do serviço prestado vem caindo. Batizado de Índice de Desempenho da Saúde Suplementar, a pesquisa avaliou os planos em uma escala que vai de 0 a 1, inscritos na ANS, durante o período de 2012.

Foram levados em conta critérios como atenção à saúde, dimensão econômico financeira, estrutura de operação, além da satisfação dos beneficiários. Poucos planos que operam no Vale do Paraíba tiveram boas notas.

O VALE fez um levantamento de nove planos de saúde, onde o Cime, ligado ao grupo Ativia, lidera o ranking negativo seguido pela Unimed São José (veja abaxo)
.
Crise.
O presidente da Associação Paulista de Medicina (APM) de São José, Sérgio dos Passos Ramos, afirma que os valores pagos aos médicos estão defasados. “A consulta paga pelos planos gira em torno de R$ 50, enquanto reivindicamos R$ 70. A maioria dos jovens médicos não atende mais pelos planos”, disse.

Segundo Ramos, existe uma crise no setor. “Muitos planos estão sendo vendidos para grupos internacionais. Médico e paciente estão pagando a conta mais alta.”

Pesquisa da APM encomendada ao DataFolha revela que 79% dos usuários de planos de saúde tiveram problemas nos últimos dois anos. “O ideal seria a formação de redes com ambulatórios próprios e médicos contratados”, diz o presidente da APM.

Reclamações.
A falta de entendimento entre pacientes e planos de saúde gera reclamações ao Procon de São José com frequência.

De acordo com o técnico do órgão, Sérgio Antônio Neves, as principais reclamações são sobre a falta de coberturas para cirurgias e exames, além da ausência de rede credenciada para atendimento.

“Quem for adquirir um plano precisa ver se a operadora tem inscrição na ANS e ler os contratos, verificando os prazos de carência”, afirmou.[TXT]

Outro lado.
Os planos de saúde com as piores pontuações de desempenho avaliado pela ANS se defendem. A Unimed de São José, por exemplo, informou que não obteve boa avaliação (0,49) referente a 2012, ano base 2013, em razão de investimentos que tiveram que ser feitos.

Em nota, a operadora explicou que teve que utilizar capital de terceiros, o que impactou sobre o resultado do patrimônio líquido, influenciando o desempenho. Segundo a Unimed, a empresa será melhor classificada na ANS no fim do ano que vem, utilizando os dados de 2013.

Já o Cime, ligado ao grupo Ativia e parceiro do Hospital Alvorada, em Jacareí, com a pior nota da região (0,48) disse que o desempenho foi melhor ao comparado com o ano anterior.

Segundo o plano de saúde, foram priorizados os investimentos na ampliação da rede de assistência médica e hospitalar, com a criação de três Centros de Especialidades Médicas, visando a satisfação dos clientes.

Para o Cime, o Hospital Alvorada é citado como parceiro no atendimento humanizado e na qualificação profissional.

SAIBA MAIS

Grupo São José: 0,79
Bradesco saúde: 0,73
Policlin: 0,71
Intermédica: 0,70
Sul América: 0,66]
Unimed Taubaté: 0,52
São Francisco: 0,50
Unimed São José: 0,49
Cime (Ativia): 0,48

Avaliação: de 0 a 1, sendo 0 o pior resultado

Anúncios