Arquivo da categoria: Oportunidades

Ampliação da Unifesp – Eu Apoio

Ampliação da UNIFESP

2007/2008 – REUNI

• 1 curso de graduação

• 50 alunos/ano

• 6 docentes, 2 técnicos

2014

• 7 cursos de graduação

• 300 alunos/ano – 100% SISU

• 92 docentes, 43 técnicos

• 3 cursos de pós-graduação strictu sensu.

 

Sete Cursos de Graduação

• 1º Ciclo

• Bacharelado em Ciência e Tecnologia

• 2º Ciclo

• Biotecnologia

• Ciência da Computação

• Matemática Computacional

• Engenharia Biomédica

• Engenharia de Computação

• Engenharia de Materiais

 

Dois novos cursos já aprovados para o Instituto

• Engenharia de energia

• Engenharia de Controle e Automação

Aguardam concessão de docentes e técnicos pelo MEC:

Quatro cursos de pós-graduação

• Mestrado e Doutorado em Biotecnologia

• Mestrado e Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais

• Mestrado em Ciência da Computação

• Mestrado Profissional em Matemática (PROFMAT)

 

Pesquisa Científica e Tecnológica de alta qualidade

• 100 % de professores doutores

• R$ 8 milhões de recursos da FINEP para projetos de pesquisa e desenvolvimento.

• R$ 5 milhões de recursos para projetos de pesquisa da FAPESP (segunda instituição da cidade com maior número de projetos em andamento).

 

 

 

 

Extensão Universitária – Ações Sociais

• Núcleo Educacional de Tecnologia Social e Economia Solidária

• Programa de Economia da Inovação

• Programa de Ensino de Software Livre

• Feira de Ciências

 

A UNIFESP já é a maior universidade pública de São José dos Campos, mas a sua expansão é estratégica para a região, para o país e uma demanda da população.

 

 

Metas do Plano Decenal da Unifesp São José dos Campos – Em 2020 o campus deve ter:

• 5.000 estudantes de graduação

• 1.500 estudantes de pós-graduação

• 500 docentes

• 300 técnicos

• 12 cursos de graduação

 

Novo campus – Parque Tecnológico

• Área total (doada pela prefeitura): 300 mil m2

• Área construída: 23 mil m2

• 20 salas de aula

• 15 laboratórios

• Biblioteca com 1.500 m2

• Restaurante Universitário, Quadra Poliesportiva, Núcleo de Apoio ao Estudante

  • Investimento de 65 milhões na obra e 5 milhões em equipamentos

 

 

Consolidação 2014/2015

Autorização para contratação de

• 60 docentes

• 40 técnicos administrativos

 

Reitora da UNIFESP – Prof. Doutora Soraya Soubhi Smaili

Diretor do Campus de São José – Prof. Luís Leduíno

 

 

 

 

Anúncios

Secretaria da Saúde de SP abre inscrições para 249 vagas

Seleção é para médicos e enfermeiros.
Os salários vão de R$ 1.464,83 a R$ 5.162,50.

Os profissionais vão atuar no serviço pré-hospitalar móvel. As vagas são para São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Praia Grande, São José dos Campos, São José do Rio de Preto, Bauru, Araçatuba, Sorocaba e Piracicaba.

Leia a notícia no site G1

Governo terá que bancar custo da nova Faculdade de Medicina

Um dos critérios para a seleção de São José pelo MEC é o município ter um hospital com potencial de escola para aulas práticas, o que representa um custo alto; APM lança alerta sobre a qualidade do ensino

Xandu Alves
São José dos Campos

A Prefeitura de São José dos Campos terá que arcar com parte dos custos do aprendizado de alunos da futura Faculdade de Medicina da cidade, caso o município seja escolhido pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura) para sediar o curso.
Um dos critérios para a seleção, que será definida até 20 de dezembro, é o município ter um “hospital de ensino ou unidade hospitalar com potencial para hospital de ensino”.
É nesta unidade que alunos da Faculdade de Medicina, que será privada, terão aulas práticas no quinto e sexto ano do curso. Só depois é que eles terão que fazer residência.
Em São José dos Campos, que não conta com hospital-escola, a unidade que servirá de referência para os alunos da futura instituição será o Hospital Municipal, na região leste, administrado pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina).
Antes do quinto e sexto ano, segundo as regras do MEC para as novas faculdades, os alunos terão que passar por unidades básicas de saúde. São José conta com 40 delas.
Todos esses custos de aprendizagem nas unidades públicas ficarão a cargo da administração, e não da instituição de ensino que administrará a Faculdade de Medicina em São José dos Campos.
“Quem vai pagar essa conta? A cidade, o governo federal, as instituições? O custo de um leito de aprendizagem é mais alto do que um leito SUS (Sistema Único de Saúde)”, disse o médico Sérgio Ramos, presidente da Associação Paulista de Medicina em São José.

Leia a reportagem completa

Univap pretende lançar curso de medicina em São José dos Campos

A Universidade do Vale do Paraíba (Univap), emSão José dos Campos, e outras duas universidades  pretendem lançar novos cursos de medicina na região. A abertura das faculdades depende de autorização doMinistério da Educação (MEC).

A pasta anunciou recentemente a abertura de um edital para liberar novos cursos no país. A medida faz parte do Programa Mais Médicos.Atualmente, a região tem curso de medicina apenas em Taubaté e em Bragança Paulista com mensalidades que variam entre R$ 3,9 mil a R$ 4,4 mil  por mês. Os dois cursos têm mais de 40 anos de tradição.

Leia mais e veja o vídeo no site do G1

Doutor: Você está cansado de pagar imposto e ter dúvidas sobre problemas fiscais e trabalhistas?

Doutor: Você está cansado de pagar imposto e ter dúvidas sobre problemas fiscais e trabalhistas?

Então marque na sua agenda esta data: 10 de abril de 2013 – 19h

•          Pessoa Física ou Jurídica – Qual a melhor opção?

•          Dicas e orientações para sossegar o Leão – Imposto de Renda da Pessoa Física.

•          Ganhos de Capital com a compra e venda de bens – Dicas e orientações.

•          Funcionários ou Terceirizados – Quais as relações existentes.

E se você tiver uma dúvida pessoal, nossos especialistas atenderão pessoalmente no dia 11 de abril, das 10h às 12h (serviço gratuito pago pela APM).

Não esqueça, reserve essas datas!

Vaga para Médico Plantonista

Salário 1.000,00 por plantão
Mais benefícios.
Plantão de 24 hrs.
Horário Sexta para Sábado 07:00 ás 07:00 e Domingo para Segunda 07:00 ás 07:00.

Lembrando que ele será registrado como CLT.
Irá trabalhar para e empresa ECOVIAS ( airton senna e carvalho pinto)
Vaga para Médico Plantonista

Salário 1.000,00 por plantão
Mais benefícios.
Plantão de 24 hrs.
Horário Sexta para Sábado 07:00 ás 07:00 e Domingo para Segunda 07:00 ás 07:00.

Lembrando que ele será registrado como CLT.
Irá trabalhar para e empresa ECOVIAS ( airton senna e carvalho pinto)

Interessados encaminhar o currículo para ana.carvalho@manpower.com.br

Interessados encaminhar o currículo para ana.carvalho@manpower.com.br

Força Nacional do SUS abre cadastro para voluntários

Interessados poderão ser convocados pelo Ministério da Saúde para atuar em situações emergenciais, que envolvam, por exemplo, desastres naturais e calamidades públicas
O Ministério da Saúde abriu o cadastro para voluntários que queiram se inscrever na Força Nacional do SUS. Os interessados devem preencher a ficha eletrônica de inscrição (clique aqui). O banco de voluntários será organizado pelo Ministério da Saúde, que poderá acionar os profissionais, conforme cada situação de emergência.
Podem se cadastrar profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) – médicos intervencionistas, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e condutores de veículos de urgência; profissionais de saúde dos hospitais universitários, dos institutos nacionais e da rede assistencial hospitalar federal, estadual e municipal.
“Essa oportunidade (de participar da Força) é única no sentido de fazer um trabalho, de maneira organizada e estruturada, que vai ajudar as pessoas e comunidades envolvidas em situações adversas de grande porte”, salienta o coordenador de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde, Paulo de Tarso.
A Força Nacional do SUS foi criada em 2011 para agir no atendimento a vítimas de desastres naturais, calamidades públicas ou situações de risco epidemiológico (surtos de leptospirose após enchentes, por exemplo) que exijam uma resposta rápida e coordenada, apoio logístico e equipamentos adequados de saúde.
TREINAMENTO – Os candidatos que integrarem as equipes passarão por atividades de capacitação e processo de educação permanente obedecendo aos critérios definidos ministério.
Saiba mais
Força Nacional atenderá vítimas de desastres
Saiba mais sobre enchentes
Por: Zeca Moreira, da Agência Saúde – ASCOM/MS