Arquivo mensal: dezembro 2015

Epidemia pelo vírus zika: alerta da APM à comunidade médica

A Associação Paulista de Medicina alerta a comunidade médica sobre a gravidade da infecção pelo vírus zika. A transmissão ocorre pelo vetor Aedes aegypti, mosquito que já se encontra presente em todo estado de São Paulo sendo responsável pelas recentes epidemias de dengue e chikungunya.

O quadro clínico da infecção pelo zika vírus é relativamente inespecífica, com certa semelhança com os sintomas e os sinais provocados pela infecção pelo vírus da dengue e da chikungunya (ver quadro abaixo). A transmissão perinatal está comprovada com consequências trágicas como as descritas pelos colegas de Pernambuco com os casos de microcefalia. Outras duas formas de transmissão podem ser possíveis: pelo sêmen ou por transfusão sanguínea, como alguns casos descritos no Taiti. Nesse país, descreveu-se associação tardia com casos da síndrome de Guillan-Barré.

Importante fato é que o primeiro surto do zika vírus foi em Camaçari, Bahia (amostras em março/14), com genótipo semelhante ao dos vírus isolados no Taiti, onde se iniciou epidemia em outubro de 2013. Essa informação é de extrema importância, porque o Brasil é o primeiro país populoso com grande extensão territorial atingido pelo zika vírus. Portanto, caberá aos médicos, cientistas e sanitaristas brasileiros, esforço desdobrado tanto na pesquisa como na ação preventiva dessa epidemia do zika vírus.

A redução expressiva de criadouros do Aedes aegypti é a ação mais importante a ser realizada e a comunidade médica deverá atuar de forma coordenada e ativa junto aos responsáveis por controle de vetores nas secretarias municipais e nas divisões da secretaria de estado da Saúde.

Ao mesmo tempo, recomenda-se que as orientações já existentes do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde sejam divulgadas. No decorrer da semana iniciada em 07 de dezembro, estaremos enviando orientações específicas das sociedades paulistas de pediatria, infectologia, neurologia,  ginecologia e obstetrícia e patologia clínica sobre o tema. Artigos específicos sobre o zika poderão ser requisitados, assim como dúvidas, correções e sugestões no  e-mail cientifico@apm.org.br.

Quadro: Comparação de sintomas das arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti

Sintoma/sinal dengue chikungunya zika
febre ++++ +++ +++
mialgia/artralgia +++ ++++ ++
Edema extremidades 0 0 ++
“rash” maculopapular ++ ++ +++
dor retroorbital ++ + ++
conjuntivite 0 + +++
linfadenopatias ++ ++ +
hepatomegalia 0 +++ 0
leucopenia/trombocitopenia +++ +++ 0
hemorragia + 0 0

 

 

Responsabilidade: Paulo Andrade Lotufo, CRM 39863, Diretor Científico.

Anúncios